fbpx
24/06/2021

Conheça os exames para diagnosticar as doenças com origem em alterações das funções plaquetárias

Conheça os exames para diagnosticar as doenças com origem em alterações das funções plaquetárias

As trombopatias hereditárias representam um grupo variado de doenças provindas de alterações das funções plaquetárias, dentre as quais se destacam a Trombastenia de Glanzmann e a Síndrome de Bernard-Soulie. De acordo com a biomédica e especialista em Hematologia Diana Araújo C. Kluck, do Mantis Diagnósticos Avançados, a Trombastenia de Glanzmann é um distúrbio hemorrágico decorrente da alteração da glicoproteína GP IIb-IIIa, principal receptor da membrana plaquetária ao fibrinogênio durante o processo de agregação.

O diagnóstico acontece quando é confirmada a ausência ou diminuição da expressão desta glicoproteína. “Já a Sindrome de Barnard-Soulier é uma doença hemorrágica hereditária incomum, caracterizada pela presença de plaquetas gigantes e trombocitopenia. Seu diagnóstico é confirmado quando há ausência ou alterações na expressão do complexo GP Ib-IX-V na membrana plaquetária. A Pesquisa de Plaquetopenias Hereditárias por Citometria de Fluxo utiliza anticorpos monoclonais direcionados às glicoproteínas possivelmente alteradas e é essencial para a confirmação diagnóstica”, explica.

O exame deve ser solicitado pelo médico hematologista quando o paciente apresentar sangramentos como epistaxe (sangramento nasal), gengivorragia, equimoses (manchas roxas na pele) e hipermenorragia (menstruação excessiva) associados ou não a traumas e procedimentos. “O diagnóstico é feito pela Citometria de Fluxo, que evidencia a ausência ou diminuição da expressão de receptores específicos da membrana plaquetária”, finaliza a biomédica.

Para mais informações entre em contato com o Mantis: (41) 3046-5300, WhatsApp: (41) 98444-2693 ou pelo e-mail mantis@mantisdiagnosticos.com.br.

 

Você pode se interessar também por:

Whatsapp