Citômetro de 8 cores

Rapidez dos resultados proporciona maior agilidade no tratamento do paciente

 

O laboratório Mantis Diagnósticos Avançados possui um Citômetro de 8 cores e iniciou, em outubro de 2016, a Citometria de Fluxo, além da introdução da Next Generation Flow (NGF), que utiliza design do painel, análise dos dados e interpretação, principalmente, na Doença Residual Mínima (DRM) das leucemias agudas, linfomas e do mieloma múltiplo.

Com a introdução do citômetro de fluxo FACS Canto II da BD, realiza de 8 cores. Este diferencial permite que o estudo da Doença Residual Mínima (DRM) seja realizado com alta sensibilidade, tanto na DRM de Leucemia quanto de outras neoplasias hematológicas. Além disso, a utilização de novos anticorpos monoclonais permitirá melhor acurácia no diagnóstico das doenças onco-hematológicas.

De acordo com Míriam P. Beltrame, doutora pela pós-graduação de Medicina Interna da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e diretora técnica do Mantis Diagnósticos Avançados, “As aplicações da Citometria de Fluxo (CF) são inúmeras, tanto na área das doenças benignas, quanto das malignas, além da pesquisa básica e clínica. Na área clínica, é utilizada no diagnóstico das leucemias agudas, linfomas, mieloma múltiplo, Estudo da Doença Residual Mínima (DRM), Hemoglobinúria Paroxística Noturna (HPN), Imunodeficiência Combinada Severa (SCID), monitoramento da Imunodeficiência Adquirida, Quantificação das Células-Tronco Hematopoéticas, Viabilidade Celular, Diagnóstico de Plaquetopenias Hereditárias, além de outros”.

Uma das vantagens da Citometria de Fluxo é a rapidez dos resultados, os quais são prontamente comunicados aos médicos que solicitam os exames, por telefone (casos urgentes) e por e-mail (laudos), em até três dias úteis ou em menor tempo nos casos de leucemias agudas. Esta rapidez dos resultados proporciona maior agilidade no tratamento do paciente pelo médico. De acordo com a Dr. Míriam P. Beltrame, “Esta tecnologia possibilita ao médico a realização de uma melhor avaliação e acompanhamento na evolução do paciente após o tratamento quimioterápico”.

SAIBA MAIS

A Citometria de Fluxo é uma poderosa ferramenta que possibilita realizar a separação, a contagem individual de células e a detecção de biomarcadores proteicos. A partir de um feixe de laser incidente é feita a medição da dispersão e da fluorescência do feixe de laser refletido pela amostra celular. A dinâmica funcional de um Citômetro é composta por cinco sistemas: fluido, óptico, eletrônico, de amplificação e computacional. Permite, ainda, estudar várias características de uma célula de forma rápida e multiparamétrica (vários parâmetros) simultaneamente, como tamanho, complexidade e fluorocromos.

Posted in Notícias Mantis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *