Estudo internacional com médico do Mantis é publicado em uma das principais revistas científicas do mundo

O médico hematologista Eduardo Cilião Munhoz, do Mantis Diagnósticos Avançados, em conjunto com o Centro de Estudos e Pesquisas do Hospital Erasto Gaertner, top recruiter da América Latina, participou do estudo ASSIST. O trabalho publicado na revista Lancet, segunda maior publicação de impacto na área médica mundial, mostra dados que comprovaram a biossimilaridade de uma droga utilizada em tratamentos de linfomas, doenças autoimunes e reumatológicas, mas que antes apenas uma empresa produzia. Agora, com a quebra da patente, foi possível realizar os estudos para garantir a eficácia dos medicamentos similares.

O composto utilizado na medicação chama-se Rituximab, um anticorpo monoclonal usado contra uma proteína da membrana chamada CD20. Vários laboratórios estão sintetizando a molécula para deixar o medicamento mais barato. “Para você produzir um biossimilar é preciso passar por processos rígidos de registro e documentação para provar que aquela determinada droga terá o mesmo efeito que a original. O estudo foi em conjunto com diversos centros de referência do mundo, com isso conseguimos mostrar a importância de buscar medicações biossimilares para deixar mais acessíveis para a população mundial, estendendo o acesso desses medicamentos. O estudo com o Rituximab durou dois anos e confirmou que um biossimilar apresentava os mesmos efeitos que a droga referência”, finaliza Dr. Eduardo Cilião Munhoz.

Posted in Notícias Mantis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *