fbpx
28/05/2021

Painel de câncer hereditário auxilia no diagnóstico precoce do melanoma

Painel de câncer hereditário auxilia no diagnóstico precoce do melanoma

O mês de maio foi escolhido para reforçar a importância da conscientização da população em relação à prevenção do melanoma, um tipo raro de câncer de pele, mas uma das formas mais agressivas e letais da doença devido à sua alta possibilidade de provocar metástase.

Dados do Instituto Nacional de Câncer – INCA apontam que no triênio 2020 a 2022 serão diagnosticados 625 mil novos casos de câncer a cada ano. O câncer de pele não melanoma será o mais incidente, com 177 mil casos, seguido pelos cânceres de mama e próstata, com 66 mil ocorrências cada. No entanto, é fundamental ficar em alerta sobre os outros tipos câncer, entre eles o melanoma. Assim como qualquer outro tipo de neoplasia, as chances de cura do melanoma são maiores quando é descoberto nos estágios iniciais.

É fundamental manter hábitos que ajudarão na prevenção, entre eles evitar a exposição excessiva à radiação solar, principalmente entre 10h e 16h, o uso do filtro solar, a utilização de acessórios, como chapéus e bonés, e camisas de manga comprida, de preferência as que tenham proteção UV (FPU 50+ e bloqueia 98% dos raios solares), e ao perceber manchas diferentes na pele é recomendado que procure um dermatologista. No entanto, uma forma de prevenção também pode ser a realização de exames genéticos que irão descobrir a predisposição para o desenvolvimento da doença ou também para definir a melhor maneira de realizar o tratamento, com o máximo de individualidade.

A geneticista molecular do Mantis, Meire Batistela, explica que a realização do exame Painel de Câncer Hereditário, disponível no laboratório, poderá avaliar as principais síndromes genéticas hereditárias relacionadas a diferentes tipos de câncer, entre eles o câncer de pele. Além disso, também é possível a partir do exame da Análise do gene BRAF avaliar a presença de mutações no DNA tumoral para determinação da resposta à terapia-alvo específica (inibidores de BRAF/MEK) em pacientes com melanoma metastático. “Com esses exames é possível avaliar tanto a predisposição ao desenvolvimento do câncer de pele hereditário quanto a possibilidade de tratamento com uso de droga-alvo, permitindo um tratamento mais assertivo”.

Conheça o ABCDE do câncer de pele

Foi adotada a regra internacional “ABCDE” para descobrir sinais de um possível tumor de pele. Sabia mais:

Assimetria: uma metade do sinal é diferente da outra;

Bordas irregulares: contorno mal definido;

Cor variável: presença de várias cores em uma mesma lesão;

Diâmetro: maior que 6 milímetros;

Evolução: mudanças observadas no tamanho, forma ou cor.

 

Você pode se interessar também por:

Whatsapp