Equipe do Mantis Diagnósticos Avançados realiza treinamento em metodologia FISH

O Mantis Diagnósticos Avançados realizou, entre os dias 19 a 23 de março, um treinamento para a equipe da Citogenética de seu laboratório. Ministrado pela Dra. Ana Luiza Gomes de Morais, investigadora convidada do Centro Nacional de Investigaciones Oncológicas (CNIO) de Madri, Espanha, o treinamento teve como objetivo a implantação de uma nova metodologia – Hibridização In Situ por Fluorescência (da sigla em inglês Fluorescent In Situ Hybridization – FISH). Participaram as profissionais do Departamento de Citogenética, formado pela coordenadora, Lismeri Wuicik Merfort, e por Anne Letícia Mendes Procópio, Maria Marlene Solarewicz e Silvana Vieira Rodrigues Bittencourt.

A Hibridinização In Situ (FISH) é uma técnica citogenética usada para a detecção e localização da presença ou ausência de determinadas sequências de DNA no cromossomo. Muito empregada para aconselhamento genético e para localização de alvos específicos de RNA em células circulantes, células tumorais ou amostras de tecido. O teste a ser realizado no Mantis Diagnósticos primeiramente será na área de Hematologia, uma vez que a citogenética molecular contorna alguns dos obstáculos do cariótipo convencional, o que permite maior sensibilidade, a determinação de sequências específicas do DNA, tanto em metáfases como em interfases. O primeiro teste será para a leucemia promielocítica aguda, situação na qual a rapidez do resultado FISH para identificar o rearranjo PML/RARA oferece agilidade para a condução terapêutica. Na sequência serão implantadas outras sondas.

O exame estará à disposição do Corpo Clínico do Instituto de Oncologia do Paraná (IOP) e demais profissionais da área já no final deste mês.

Posted in Notícias Mantis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *